segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Inverdades


Embriaguei-me a cada gota de saudade
que deixaste submerso no oceano do teu beijo
de repente mergulhaste no abismo de inverdades
carregado nas atrocidades, de encantos e desejos.

Vieste vestido entre tuas extremidades
sentimentos invadidos da certeza e do medo
foste fonte do acaso das tuas próprias crueldades
consequências corrompidas pelo excesso de ensejo.

Agora que encontraste teus caminhos regulares
talvez um pouco tarde percebeste teus segredos
quem sabe tu consegues aproximar o teu acaso
só o tempo é o conserto para todo entendimento.

Autoria: Palloma Dornelas